Mercado de Trabalho

5 motivos para estagiar em uma pequena ou média empresa

Seja a diferença que essas empresas precisam!

Quando nos aproximamos do quarto e quinto ano de faculdade o monstrinho-estágio começa a se tornar presente em nossas vidas. As redes sociais começam a ter mais publicações de sites de vagas, artigos de empresas, editais de concursos e programas trainee. O YouTube começa a ser voltado para influencers que ensinam a montar currículo, a como agir em entrevistas, a desenvolver habilidades para dinâmicas de grupo e como encontrar vagas pouco divulgadas. De repente aquele perfil premium no LinkedIn já não é tão mais sem sentido…

Medos e questionamento começam a ser frequentes:

“Será que eu vou conseguir uma vaga boa? Aquela empresa é bem estruturada, mas é longe de onde eu moro… Não tem indústria grande na minha região.. E se eu não passar na etapa final? Como vou saber qual empresa está contratando? Tem tantos concorrentes para essa vaga…”

gráfico mecânico bastante finanças riqueza Foto gratuita

Por vezes, aquelas empresas que não tem um renome tão grande e que não postam sua vaga para um site conhecido podem ser sua melhor oportunidade! Encontrar um diamante na areia é mais gratificante do que seguir todos no caminho do ouro… Por isso, fique atento(a) aos maiores motivos para cogitar uma empresa de pequeno porte (e que talvez ainda nunca teve um estagiário!)

1. PROXIMIDADE COM O DONO

Em empresas de pequeno e médio porte quando há oportunidade de estágio, em geral, o contato é feito diretamente com o dono, que explicará os motivos para abertura da vaga, os problemas da empresa e objetivo do trabalho a ser desenvolvido.

O contato com a pessoa hierárquica com maior força na empresa é uma das maiores dificuldades em empresas grandes. Poder mostrar direto para o chefe todo do seu potencial, sabendo dele as expectativas da organização, é uma carta na manga essencial para que você possa atuar super bem, garantindo uma vaga permanente após esse período!

2. OPERAÇÕES DE BAIXA COMPLEXIDADE

Uma das características que definem uma empresa pequena é o baixo nível de complexidade de suas operações. Quando o processo produtivo é mais simples é maior a possibilidade de acertar nos projetos da empresa, quando há pouca experiência profissional. Mapear os processos e custos da empresa torna-se semelhante a todos os projetos e exercícios estudados na faculdade. É mais fácil visualizar o conteúdo de sala de aula em um lugar que você tem conhecimento por completo do processo de transformar os inputs em outputs, agregando valor à empresa (e ao seu nome!)

3. PROXIMIDADE COM OS FUNCIONÁRIOS

Todo gestor de boa qualidade sabe que o verdadeiro valor de uma empresa está nos seus colaboradores. Você como futuro gestor precisa desenvolver habilidades sociais e como liderar equipes atrás dos seus resultados. Estar desde cedo em contato com uma equipe que já existia antes do seu cargo e que detêm todo o conhecimento daquela empresa é altamente enriquecedor. Poder estar entre quem realmente faz o serviço, sem regras demasiadas e pressões das grandes empresas pode ser o ponto chave para você aprender as informações necessárias no seu projeto, levando resultados verdadeiros onde atuar.

4. LIBERDADE PARA PLANEJAR E IMPLEMENTAR UM PROJETO (do início ao fim!)

Boa parte da faculdade passamos aprendendo sobre como o planejamento é importante para a execução correta de um processo de melhoria, sempre sendo alertados dos problemas que ocorrem quando quem idealiza não é quem implementa um projeto. Quando em aulas sobre PDCA, gestão estratégica e PCP, sentimos o entusiasmo para aplicar algo em um problema real logo, mas já é nos passado que “lá fora” não é tão simples assim.

Em empresas de pequeno porte isso é completamente possível (e urgente), pois quando não há muito feito, há enormes possibilidades de melhorias. Estruturar e vender sua ideia de projeto será possível, e como ninguém fez isso antes, você será o responsável por planejar tudo e acompanhar o sequenciamento de atividades. Mesmo que seja pouco, o que você puder contribuir já será de grande valia para a empresa, principalmente se puder expressar esse resultado em cifrões (R$$$$)!

5. CRESCIMENTO E RECONHECIMENTO PESSOAL

Empresas menores possibilitam feedbacks com mais agilidade. Eles são essenciais para nosso crescimento. Quanto antes soubermos onde erramos, mais rápido poderemos nos direcionar para o caminho certo. Empresas assim permitem mais uso de habilidades aprendidas e querem extrair de você tudo que for possível. O valor de um estagiário de Engenharia de Produção para uma pequena empresa é maior do que se imagina: elas querem o ar novo de um estagiário. A possibilidade de você aprender a se vender (leia: se empregar) e mostrar que seus projetos são importantes para a organização não são tão fáceis como em uma empresa de menor porte. O networking nesse ambiente é riquíssimo, e se trabalhar bem, logo as empresas amigas saberão de seu potencial e como ajudaram na melhoria da organização em que está! Quem sabe novas oportunidades surgirão?

Há inúmeras pequenas e médias empresas (novas e antigas) que anseiam por renovação e estão abertas a melhorias, reconheça esses pontos fortes e seja a diferença que uma empresa de seu município precisa!

Veja mais

Mônica Morais

Graduanda do 5º ano de Engenharia de Produção na UFU, apaixonada por viagens, livros e empreendedorismo. Acredita que com planejamento, força de vontade e trabalho focado toda ideia pode se transformar em um excelente negócio.

Comentários no Facebook

Close