Dicas e Curiosidades

Aumentando a Produtividade através da Meditação

Sim, acredite é possível gerar uma maior produtividade através da meditação.

meditação engproducaoo - Aumentando a Produtividade através da Meditação
Fonte: http://www.oficinadecurioso.com/6-maneiras-de-incluir-meditacao-em-sua-rotina-diaria/

O dia amanhece você e a maioria das pessoas, entre suas atividades diárias antes de sair para o trabalho vai ao banho. Durante esse período de higiene pessoal sua mente talvez pense nas suas atividades do dia, ou talvez nas mensagens pessoais que você recebeu no Whatsapp, ou está muito preocupado com a hora e fica pensando que vai se atrasar, entre outros pensamentos que possa surgir. Mas o momento que você esta vivenciando, ou seja, o banho esse você não foca tanto, você não o vive.

Isso não se aplica apenas em atividades simples como o banho, isso ocorre na grande parte de nossas atividades. Vamos para um segundo exemplo, foi designada a você a responsabilidade importante em um projeto X. Mas ao invés de seu foco esta 100% na atividade, provavelmente sua atenção se divide entre o PC, o Smartphone, as pessoas em volta. Qualquer brecha é hora de ver o Facebook ou Whatsapp, tem também aquele pagamento para ser feito e depois do expediente ainda você vai ver aquela crush… Mas você ainda esta fazendo suas atividades que foi designada.

Não sei se conseguiu perceber que nossa atenção não esta totalmente focada em tal atividade, na verdade os especialistas dizem que estamos no “piloto automático”. Ou seja, estamos fazendo X coisas, mas nossa mente esta com outros estímulos, pensamentos ou preocupações. Você não esta vivenciando o que está fazendo.

+ Necessitamos de foco

Um estudo de Harvard, publicado em 2010, mostra que, de todo o tempo que vivemos acordados, cerca de 47% dele ficamos dispersos. Isso ao longo do dia não só afeta nossas profissões, mas também nossa vida pessoal, o psicólogo Armando Ribeiro diz que “Geralmente nossa mente fica remoendo o passado ou se volta para um futuro distante”. Isso pode nos fazer bastantes infelizes.

Para combater essa falta de foco que acaba prejudicando nossa produtividade diária, os executivos buscam aplicar uma técnica chamada de mindfulness. Podemos dizer que essa técnica busca o estado de atenção plena. Uma atenção à experiência, mas sem julga-la, critica-la ou reagir a ela. O mindfulness não é meditação, e sim o resultado de técnicas de meditação.

Ao praticar o mindfulness, o indivíduo experimenta um estado de concentração em si mesmo e nas experiências, atividades e sensações do presente, sem pensar no passado ou no futuro. É a chamada “atenção plena” ou “consciência plena”

Nos últimos dez anos, o mindfulness vem avançando sobre o ambiente corporativo. Hoje, a seguradora Aetna, o LinkedIn, a gestora de fundos BlackRock e o banco Goldman Sachs estão entre as companhias que aderiram a esses exercícios nos Estados Unidos. No Brasil, o método ainda é pouco conhecido. O Google é uma das poucas empresas a adotá-lo, ainda assim por influência da sede americana.

+ Produtividade

Com as breves pausas no expediente, os praticantes supostamente desenvolvem a capacidade de prestar mais atenção ao momento presente – o bom e velho “aqui e agora”. Daí, o eventual ganho de produtividade.

O Google é uma das empresas mais engajadas não só em oferecer a meditação mindfulness para os funcionários como também em difundir o tema por outras companhias. Quem começou a pesquisar o assunto na empresa foi o engenheiro Chade-Meng Tan, um dos primeiros funcionários do gigante de buscas. Por interesse pessoal, Meng passava parte do seu tempo lendo estudos sobre o comportamento humano. Além de mindfulness, investigou teses sobre inteligência emocional e neurociência. Até que, em 2007, criou um programa que mistura aspectos das diferentes áreas de pesquisa. O pacote foi batizado de Search Inside Yourself (SIY).

O programa do SIY consiste em dois dias inteiros de palestras e orientações sobre técnicas para a busca desse estado de atenção plena. Depois de testar e aprimorar o modelo no Google, Meng uniu-se ao empresário Marc Lesser e a Philippe Goldin, professor de psicologia de Stanford. Em 2012, o trio fundou o Instituto SIY. Desde então, a técnica criada pelo engenheiro tem se difundido pelas filiais da empresa ao redor do mundo e por outras companhias.
Meng não é o único propagador do assunto no mundo corporativo. Uma das principais precursoras da técnica é a americana Janice Marturano, criadora do instituto Mindful Leadership. Ela trabalhou durante 15 anos na General Mills, dona de marcas como Häagen-Dazs e Yoki. Depois de incorporar a técnica de mindfulness em sua vida, passou a treinar colegas de trabalho e executivos de outras empresas, como a Procter & Gamble. Em 2012, quando resolveu se dedicar ao instituto, 1,4 mil profissionais já haviam recebido suas lições.

+ Quer tentar? Experimente

Em casa:

1 – Escolha um lugar confortável, tranquilo e silencioso, onde não possa ser interrompido. Desligue os telefones e use protetores auriculares.

2 – Acomode-se, feche os olhos e comece a respirar devagar e profundamente. Procure mover o abdômen, e não o peito. Observe os movimentos e concentre sua atenção na sensação do ar entrando e saindo.

3 – Observe os pensamentos que vêm à sua mente, mas não tente alterá-los.

4 – Volte a atenção para o seu corpo. Lentamente, observe a postura, o contato com a superfície, a sensação dos pés no chão, a textura das roupas.

5 – Começando pelos pés, faça um “escaneamento” corporal, percorrendo cada parte do seu corpo pausadamente, focando a atenção nas sensações que encontra. Não julgue nem tente mudar nada, apenas perceba.

Ao andar:

Ao caminhar, preste atenção na gravidade agindo sobre o seu corpo, a pressão na sola dos pés, o balanço dos braços. Se algum pensamento o distrair, do tipo: “lembrar de abastecer o carro hoje à noite”, descarte-o e retorne a atenção para o seu corpo.

Ao comer:

Ao comer, preste atenção ao aroma de cada alimento. Leve as garfadas à boca lentamente e sinta a textura da comida, a temperatura, a sua salivação, o esforço ao mastigar e as sensações ao engolir.

Não existe o futuro se não existir um passado e um presente.
Esqueça o que aconteceu ontem,viva o que a vida ti da hojé,e fará o teu amanhã.

Geofránio Jose Dos Reis

Etiquetas
Veja mais

Leandro André

Graduando em engenharia de Produção, apaixonado por inovação, empreendedorismo, gestão e ensinar.

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo
Fechar