Engenharia de Produção

Como se tornar um Engenheiro de Produção de Alta Performance

caracteristicas de um profissional de alta performance - Como se tornar um Engenheiro de Produção de Alta Performance

Antes de começarmos, uma pergunta: Você sabe o que é alta performance? Existem várias definições a solta por aí, que vão de significados coerentes aos mais absurdos possíveis. É importante saber filtrar essas definições e absorver apenas aquilo que vá agregar valores.

Alta…o que?

Alta performance vai muito além de apenas se alcançar bons resultados. Ela acontece quando você consegue ir além do esperado, e mais que isso, a alta performance está relacionada às suas atitudes, o quanto você está disposto e comprometido, e principalmente está relacionada aos seus objetivos. O quanto você está disposto a se tornar um Engenheiro de Produção de Alta Performance? Os cinco anos de graduação e os conhecimentos adquiridos dentro dela são suficientes? Responder a essas perguntas é de grande ajuda.

Tempos de mudança..

Estamos vivenciando consolidação da Indústria 4.0, onde tudo está em constante mudança o tempo todo, e é essencial que estejamos dispostos a acompanhar essas mudanças, e principalmente, ser um agente dessas mudanças. Buscar conhecimento é a base, é o que irá diferenciar o profissional medíocre do profissional de alta performance. Esteja bem informado sempre, busque em outros lugares, pense fora da caixa.

O Engenheiro de Produção de Alta Performance é aquele que vê a oportunidade e parte para cima, esgota todas as possibilidades, prevê todos os tipos de resultados e principalmente se prepara para eles. No entanto, isso não se consegue apenas com uma motivação barata, é preciso muito mais. É necessário que este profissional esteja preparado, e isso só é possível se ele busca conhecimento. Onde buscar esse conhecimento? Como já foi dito, estamos vivendo a Indústria 4.0 e a informação está disponível a todo momento.

Muitos estão surfando, mas poucos estão remando

Não é raro ouvir alguns estudantes justificando a sua falta de qualificação com a sua condição financeira. ‘Queria fazer esse curso, mas tô sem dinheiro’; ‘Eu tô sem tempo’; ‘Minha Faculdade/Universidade não ajuda’… Existem várias outras justificativas, essas são as mais comuns.

Se esse for o seu caso, aqui vão algumas perguntas:

  • Suas séries estão em dia?
  • Você adquiriu algum bem material (supérfluo) nos últimos três meses?
  • Você dorme mais que oito horas por dia?
  • Você sabe qual o último filme que foi lançado no cinema?

Se suas respostas foram sim, infelizmente o que falta não é dinheiro e tempo, o que te falta é disciplina, comprometimento, metas, ou seja, falta estabelecer objetivos!

Disciplina! É ela que vai desenvolver seus hábitos. Gabriel Goffi diz que disciplina é a combinação de dois fatores: “Descobrir a razão pela qual você quer alguma coisa e alinhar suas expectativas com seus resultados”. E isso faz todo sentido, se eu sei o porquê que eu quero isso, eu vou estar mais disposto a fazer as mudanças necessárias para alcançar meu objetivo.

Os profissionais de Alta Performance são pessoas altamente motivadas, dispostas a mudar constantemente e buscar os objetivos mais ousados. Você só conseguirá ousar nos seus resultados se buscar conhecimento. Portanto não espere sua graduação terminar para começar a se preparar, dê o start agora.

Carlos Domingos em seu livro Oportunidades Disfarçadas, compilou vários exemplos de empresas que saíram da mediocridade, e algumas da falência iminente, para a mais completa Alta Performance. Em um desses relatos o arquiteto Philippe Starck diz o seguinte: “Quando os problemas e os desafios são grandes, nós nos forçamos a tirar mais de nossa criatividade. Uma crise(…) nos permite a reinvenção, (…) A crise permite às pessoas repensarem suas visões.”

Não tem problema se você não é aquele aluno “top de linha”, com várias notas 10 e com coeficiente de rendimentos lá nas alturas, não tem problema se reprovou uma cadeira ou duas ou 10, a questão é: O que você está fazendo para mudar isso? O que isso mudou em você? Outro livro que pode ajudar a mudar o seu mindset é o livro O Poder do Hábito, Charles Duhigg, ele apresenta como o ser humano tem potencial para promover grandes transformações, é uma leitura fantástica.

Conclusão..

A alta performance não tem apenas a ver com o que você faz quando as coisas não estão bem, mas principalmente o que você faz quando tudo está bem! Os profissionais de alta performance sempre acreditam que o que está bom pode ficar melhor. São verdadeiros high stakes. Sempre procuram encontrar propósito em tudo que fazem, buscam sempre o topo, buscam sempre subir um limite a mais, estão em uma busca constante da excelência.

Planeje o seu tempo! Lance mão de aplicativos que ajudem a administrar e controlar suas atividades. Procure pessoas que inspirem você, leia, planeje suas metas, estabeleça prazos, se você quer de verdade se tornar um Engenheiro de Produção de Alta Performance, mude seu mindset (saiba como mudar seu mindset, clique aqui), saia da sua zona de conforto. Nenhuma mudança acontece quando as pessoas se acomodam, crie uma rotina produtiva, elimine comportamentos que o impeçam de crescer. Esteja atento às mudanças, as novas tecnologias e ferramentas que possam ajudar a se tornar aquele profissional com um “Q” a mais, afinal a Engenharia de Produção busca isso, a melhoria contínua! Existem sites que disponibilizam conteúdos gratuitamente, é só procurar.
Estabeleça metas, determine prazos e principalmente cumpra-os.

Dentro da Engenharia de Produção existem ferramentas que te ajudarão a se desenvolver como o Design Thinking, Design Sprint e Scrum..Tem muita coisa que pode ajudar você a se desenvolver, é tudo questão de prioridade. Resumindo: a única forma de se tornar um Engenheiro de Produção de Alta Performance é se tornando um Estudante Profissional!

Etiquetas
Veja mais

Raquel Bastos

Acadêmica de Engenharia de Produção, Técnica em Logística & Aspirante a Escritora "Uma vez que uma pequena vitória foi conquistada, forças que favorecem outra pequena vitória são postas em movimento. Pequenas vitórias alimentam mudanças transformadoras, elevando vantagens minúsculas a padrões que convencem as pessoas de que conquistas maiores estão dentro de seu alcance" ( O Poder do Hábito - Charles Duhigg )

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo
Fechar