Engenharia de ProduçãoTecnologia e Inovação

E-Kanban: em que posso ajudar?

Kanban, termo japonês que significa cartão ou sinalização, tem como objetivo a visualização e registro de ações para uma maior agilidade na tomada de ações, redução de custos e otimização de recursos. Este cartão é usualmente utilizado para controlar fluxos de produção e informação, priorização voltados à logística e atividades em geral.

Foi desenvolvido pela Toyota em 1960 com o intuito de melhorar a rapidez e comunicação nos sistemas de abastecimento e controle de estoques. Este sistema funciona movimentando e fornecendo itens de acordo com que vão sendo consumidos. A ideia é sempre trabalhar com o nível adequado de estoque, sem excesso, com a agilidade em dispor o material no local correto e no momento necessário. Assim como também deixar a responsabilidade dos operadores de produção em apenas “produzir” e não ficar indo até o almoxarifado para solicitar material.

Muitas indústrias utilizam grandes painéis com post-its ou cartões magnéticos para otimização dos seus sistemas de produção. Contudo algumas dificuldades são enfrentadas na sua implementação, como troca de cartões no quadro de acordo com a conveniência do usuário, perda de cartões faltando produto acabado, descrédito da ferramenta por erros humanos, e várias outras por ser ainda manual seu funcionamento.

quadrokanban1

Com a Indústria 4.0 urge-se por maior número de informação em menor tempo e menor número de erros nas áreas produtivas. Exercer o controle detalhado da produção, com informações precisas sobre o que, quanto e quando produzir é um elemento fundamental para a competitividade da indústria. Então…

Como então agilizar a comunicação sem perder as vantagens do uso do Kanban?

Alguns start-ups e empresas de tecnologias estão desenvolvendo o e-Kanban, que substituem a movimentação manual do cartão e dão maior confiabilidade à ferramenta. Esses modificam de lugar eletrônica à medida que nos Sistemas de Produção da Administração (SAP) são realizadas as mudanças pelo pessoal de Planejamento e Controle da Produção (PCP) ou pelos operadores quando a ordem de produção é cumprida.

O e-Kanban, a partir das demandas diárias, recalcula automaticamente as pilhas dos componentes, reduzindo assim vários dos gargalos do sistema manual. Isso possibilita uma série de vantagens como, menor número de erros operacionais, aumento da confiabilidade, diminuição do número de inventários, maior agilidade no processo decisório e satisfação do cliente final.

kanbanbox_devices

Exemplos de e-Kanban já desenvolvidos e disponíveis para o mercado:

  • TOTVS – empresa que integrou o sistema e-Kanban ao seu ERP para melhorar os sistemas de produção e a integração entre os sistemas. O sistema é pago e aplicado a indústrias.
  • Atlassin – desenvolveu o Jira Software muito aplicado à área de projetos para controle das etapas iniciais de concepção. O preço é baseado no número de usuários sob demanda (SaaS), mas é grátis para organizações sem fins lucrativos e acadêmicas.
  • Kanbanize – desenvolveu software com mesmo nome para colaboração e no rastreamento lean. Disponível em uma versão pública gratuita com consulta e chamadas API ilimitadas. Caso precise de mais de 50 usuários em uma nuvem dedicada há cobrança de um valor específico.
  • LeanKit – elaborou software com mesmo nome com o intuito de trabalhar a gestão de estoques, muito aplicado ao pessoal de PCP. Teste gratuito, mas com preços para equipes.
  • Fog Creek Software – desenvolvou o Trello, gratuito na internet, muito usual para controles pessoais e de áreas administrativas. Trello oferece ótimas visualizações de informações sobre cartões e detalhes de anexos, fluxo de atividades e listas de verificação.

Reflexão final:

A tecnologia veio para ficar, comece a usar e se acostumar!!!

Etiquetas
Veja mais

Cristiane Pimentel

Graduada, mestre e doutoranda em Engenharia de Materiais pela UFCG, pós-graduada em Administração pela Unifacs e em Gestão Empreendedora e Inovação pela UFCG. Futura docente na UFRB do curso de Engenharia de Produção. Possui 12 anos de experiência na área industrial metalúrgica. Expertise desenvolvida na aplicação de ferramentas de processo (CEP Controle Estatístico de Processo, 6 Sigma, desenvolvimento de materiais e destinação sustentável), qualidade (Pilares WCOM, Kaizen, TPM Manutenção Produtiva Total) e Lean Manufacturing. Além de certificação em auditorias interna e externa do Sistema de Gestão da Qualidade e Sistema de Gestão EHS, ISO 9001, ISO 14001, OHSAS 18001 e ISO IEC 17025. Certificada pela Siqueira Campos como Green Belt. Auditora especialista na área de alumínio para o INMETRO. Nos últimos anos vem desenvolvendo trabalhos na área acadêmica nos estados da PB e PE em algumas pós-graduações como UFCG, FIP, Iesp e Joaquim Nabuco em disciplinas correlacionadas à Engenharia de Produção.

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo
Fechar