Empreendedorismo

Empreendedorismo, inglês e sucesso

Hello, everybody!

Com muita alegria que inicio hoje minha primeira postagem nesse canal de tão grande valor para o cenário de Engenharia e Produção no Brasil. Nesse primeiro post, gostaria de me apresentar e falar um pouco da minha trajetória.

Como tudo começou…

Me chamo Thiago da Silva Lopes, tenho 29 anos e iniciei minha trajetória empreendedora e também no universo das línguas estrangeiras aos 10 anos de idade. Natural de Macaé e vindo de uma família de classe média baixa, estudei a maior parte da minha vida em escola pública, aprendi a jogar tênis num projeto social da prefeitura e sempre tive fome pelo saber e pelo protagonismo. Minha mãe trabalhava numa loja de roupa e via muitas clientes que eu poderia vender algo para elas, foi aí que comecei a confeccionar bijuterias para vender para elas, assim, comprei meu primeiro telefone celular e mantive o ritmo de nunca ganhar, mas sempre comprei todos os meus aparelhos. Também pedi para meus pais me matricularem num curso de inglês.

Resultado de imagem para american insight
https://www.americaninsight.com.br/Content/themes/base/images/QuemSomos/quem_somos.jpg

Aos 13 anos, já tinha cursado 2 anos de informática e tive minha segunda atitude empreendedora, coloquei uma roupinha social e fui de porta em porta perguntando se as pessoas tinham um computador para eu fazer manutenção, sem contar que fazia trabalhos de digitação, gravação de CD’s, DVD’s, etc. Nesse mesmo ano, iniciei meus estudos de espanhol. Aos 15 anos, já tinha minha primeira publicação científica que apresentei na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) representando o IFF – Macaé lá na USP, ganhava uma bolsa do CNPQ e uma bolsa de Jovem Aprendiz pelo meu desempenho acadêmico, com 15 anos pensava ser um menino rico porque ganhava R$1000,00/mês. Nesse ano também iniciei meus estudos de francês e aos 17 anos já era poliglota.

Aos 18 anos, a empresa que me pagava a bolsa queria que eu embarcasse, mas disse não, pois queria passar e estudar na faculdade federal. Foi duro, pois todos os meus amigos estavam fazendo esse movimento. Desde os 15 anos não pedia dinheiro para os meus pais para eu fazer as minhas coisas e minha liberdade financeira foi saqueada. Foi aí que resolvi dar aulas de inglês num curso grande em Macaé e virei tradutor de espanhol da Vara Criminal Federal. No meio disso tudo, passei para a UFF – Engenharia de Produção onde conheci o Luccas, fundador desse belo portal! Quanto loucura era trabalhar e estudar, mas eu queria isso e fui levando até o momento que as viagens para Rio das Ostras todos os dias ficaram muito cansativas e decidi prestar vestibular de novo para estudar na UFRJ que tinha aberto em Macaé, passei na fé e fui.

Vida Empreendedora…

Aos 23 anos, meu primeiro mentor me desafiou a abrir um negócio com a simples frase “Você lidera essa ONG sem ganhar nada e faz um bom trabalho, encontre algo que você seja muito bom que você vai explodir.” Sempre tive aversão ao risco na minha cabeça, mas ele sugeriu que eu começasse uma escola de inglês, pois via potencial em mim, assinou o primeiro contrato e fez o primeiro pagamento, a partir dali eu fui obrigado a entregar resultado. Assim, na nascia a American Insight, a escola de inglês que eu fundei e hoje sou CEO com mais de 30 colaboradores e com posicionamento mercadológico de uma rede de edtechs de inglês.

Resultado de imagem para american insight

De lá para cá muita coisa mudou, recebi convite para ser diretor de uma outra grande escola inglês, fiquei 5 meses no cargo e pedi demissão, pois o mosquitinho do empreendedorismo há havia me infectado, tive que tomar meu primeiro risco financeiro fazendo um investimento na ordem de R$150k no meio da crise de 2015 quando os juros estavam muito altos… saí de uma sala cedida pelo meu mentor para duas salas comerciais, para uma kitnet (onde ganhamos nosso primeiro prêmio, o MPE de Competitividade do Sebrae em 2015), para um local de 330m² onde faturamos vários prêmios, entre eles, YLAI 2016 quando tive a oportunidade de conhecer o presidente dos EUA e estar no que chamo de Disneyland para empreendedores por 6 semanas nos EUA, Shell Iniciativa Empreendedora 2017, Great Place to Work 2018, finalista da Copa do Mundo de Empreendedorismo, participamos do primeiro reality show de empreendedorismo da TV brasileira, o Planeta Startup, fomos acelerados pelo Startup Macaé, chegamos a uma avaliação de múltiplos 8 dígitos, temos 3 unidades operacionais funcionando em Macaé, Rio das Ostras e Campos dos Goytacazes. Já assinados Friburgo, Petrópolis, Teresópolis e Macaé 2.

Lançamos nossa plataforma com Realidade Virtual e aulas “very crazy” e conheci várias personalidades do mundo do empreendedorismo, entre esses, 4 bilionários: Flávio Augusto e Carlos Wizard, meus concorrentes, Uri Levine, fundador do Waze e Richard Branson, fundador da Virgin e criador da palavra empreendedorismo. Temos muito a conquistar e muito trabalho a fazer, mas agradeço a Deus, família e colaboradores por me ajudarem a tocar esse barco!

Espero poder te despertar como empreendedor, te desenvolver como engenheiro de produção e também espero que você me ajude a me tornar uma pessoa e um profissional melhor através do seu feedback. Ajude outras pessoas compartilhando esse post, siga-me nas redes sociais @tlopesinsight e siga a @americaninsight para saber de tudo que rola no mundo do inglês (teremos surpresinhas nessa semana). Thank you!

Etiquetas
Veja mais

Thiago Lopes

CEO & founder da American Insight, discente da UFRJ - Engenharia de Produção, monitor de empreendedorismo da UFRJ, poliglota, C2 no CEFR, CEO e co-founder do Unbug, CEO & fundador da T&D Insight Consultoria, amo ler, gestão da qualidade, pessoas, inovação, marketing e vendas. Finalista MPE de Competitividade Sebrae 2015, YLAI 2016, Shell Iniciativa Empreendedora 2017, Great Place to Work 2018, finalista Copa do Mundo de Empreendedorismo 2019, participante do Planeta Startup 2019 e Startup Macaé 2019.

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo
Fechar