Engenharia de Produção

Engenheiros Líderes

Desenvolvendo o perfil de Liderança

Atualmente, muitos Engenheiros estão em busca por qualificações mais robustas e por uma melhor performance quando o assunto é LIDERANÇA. Para muitos, este assunto pode soar de forma simplista por deterem do espírito de liderança em sua personalidade, mas para muitos outros, o perfil de liderança é trabalhado e conquistado arduamente todos os dias.

Saber liderar requer, primeiramente, um autoconhecimento bem apurado, além de saber delinear suas virtudes e suas “fraquezas” com clareza. Para os pontos que se é considerado forte, é importante mantê-los em constante melhoria, e para os que requerem uma atenção maior por se tratar de fraquezas, é importante saber desenvolvê-las. E isso é possível.

Segundo John Holland (21/10/1919 – 27/11/2008), Psicólogo norte-americano, autor dos estudos da Teoria das Personalidades Vocacionais e Ambientais Profissionais, nós Engenheiros, traçamos um perfil mais realista diante aos fatos. Preferimos atividades relacionadas com a manipulação de equipamentos e ferramentas e tendemos a evitar situações que exigem competências sociais.

Adentrando um pouco nesta teoria, indivíduos que apresentam o mesmo tipo de personalidade reagem de maneira semelhante a muitas situações e problemas e criam ambientes interpessoais característicos. Para John, a escolha vocacional é uma expressão da Personalidade e pode ser de seis tipos: (R) realista, (I) investigativo, (A) artístico, (S) social, (E) empreendedor e (C) convencional, denominando a tipologia RIESEC.

Esta tipologia categoriza os ambientes de trabalho e pode ser resumidamente apresentada através do hexágono abaixo:

Hexagono John Holand 285x300 - Engenheiros Líderes

Fonte: http://blogtek.com.br/tipologia-de-holland-personalidades-vocacionais-e-estilos-interpessoais

Nota-se que o perfil (R) realista encontra-se ao lado do perfil (C) convencional e (I) investigativo, ou seja, as dimensões mais próximas entre si apresentam maior semelhança quanto aos tipos a que se referem.

Portanto, nós Engenheiros por termos o perfil do pensamento prático, a força física e coordenação motora em detrimento do relacionamento interpessoal, tendemos a ter mais dificuldade em contextos sociais ou de caráter emocional. É claro que para toda regra, há exceção. Mas de maneira geral, essa delimitação se aplica aos Realistas, onde nós nos enquadramos.

Para ilustrar melhor esta condição, a tabela abaixo demonstra bem os pontos a que devemos levar em consideração:

Pontos Fortes A Desenvolver
Pensamento Prático Desenvoltura interpessoal
Busca de Resultados Práticos Resolução de Conflitos (Pessoas)
Capacidade de Mensurar Inteligência Emocional
Organização Criatividade
Foco e Disciplina Comunicação
Pragmatismo Empreendedorismo
Habilidades com Equipamentos Flexibilidade

 

Sendo assim, para uma busca eficaz por um bom Perfil de Liderança, é imprescindível se conhecer em primeiro lugar. Por exemplo, para liderar pessoas você deve conhecê-las, mas como conhecê-las se você não conhece a si mesmo?

Saber Liderar vai muito além do Poder, da imposição de uma ordem, de ser apenas o responsável de uma equipe. É ter a consciência de que tudo em sua volta refletirá de acordo com suas atitudes.

Stephen Robbins define liderança como “a capacidade de influenciar um grupo para alcançar metas”. Já James Hunter a define como “a habilidade de influenciar as pessoas a trabalharem entusiasticamente para o alcance de metas”. Essas citações demonstram que a liderança não é uma característica nata, mas um ponto característico de qualidade que todas as pessoas podem desenvolver.

Habilidades como: Capacidade de Decisão, Inteligência Emocional, Integridade, Justiça, Confiança, Habilidade Social, Persistência, Autoconhecimento, Empreendedorismo, Criatividade, e ser sempre um eterno Aprendiz, são os pilares fundamentais para uma boa liderança. É necessário praticá-las com frequência para que se atinja o êxito ao perfil a ser desenvolvido.

Inspirar e motivar também fazem parte deste seleto grupo transformador e faz com que a equipe trabalhe de forma mais harmoniosa e propensa a dar excelentes resultados, além de proporcionar ambientes sadios e produtivos. Portanto, ter sabedoria neste momento de incentivo é essencial para o um Líder de sucesso.

Outro ponto de muita relevância é a busca pela automotivação. Ser Líder é uma tarefa que tem sua maestria e elegância em saber exercê-la, mas também é um caminho cheio de percalços, dificuldades e desânimos. Para isso, é necessário estar sempre em contato com situações que lhe promova o alto rendimento e a satisfação, como por exemplo: Estimular a mente com diferentes culturas, frequentar locais que não sejam de costume, cuidar da saúde, conhecer novas pessoas, estar próximo de pessoas de bem com a vida e que goste de você, e acima de tudo ser feliz com suas escolhas além de desfrutar a satisfação de ser um agente transformador da sociedade.

 

Etiquetas
Veja mais

Jhulie Evelin Domingues Avelar

Bacharela em Engenharia de Produção. Administradora. Regida por desafios. Em constante evolução quando o assunto é "Melhoria Contínua". Apaixonada pela transformação que esta filosofia provoca nas pessoas. Amante pelo sucesso e pelo prazer de ir sempre em busca da realização de seus sonhos e do que te faz feliz...

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo
Fechar