Dicas e Curiosidades

Mais tecnologia resulta mais crescimento e mais produtividade?

Há expectativas de que a indústria 4.0 aumente a produtividade, e como consequência disso a economia.

Como aumentar a produtividade do seu dia sem trabalhar mais com o ...

É inegável que se você perguntar a qualquer pessoa se mais tecnologia acarreta em mais produtividade ela dirá que sim, se responder sem pensar muito.

Mas a resposta correta para essa pergunta é “DEPENDE“.

Trabalho + Tecnologia = + Produtividade (Essa equação está correta?)

Ao pesquisarmos sobre o assunto, vemos que as novas tecnologias da indústria 4.0, PODEM aumentar em 22% a produtividade, segundo o SENAI.

Percebam que coloquei o “PODEM” em letra maiúscula justamente para aguçar a sua percepção. Vejam bem: “PODEM” não quer dizer “VÃO“. É dúvida, incerteza. Pode aumentar? Pode. Pode continuar a mesma coisa? Pode.

Uma dessas razões pode ser que algumas empresas ainda não estão preparadas para receber tais tecnologias.

Necessita-se haver uma preparação prévia tanto de conhecimentos quanto de cultura  dos colaboradores para serem introduzidas essas tecnologias.

Se formos analisar alguns dados ficaremos, no mínimo, intrigados.

Segundo o Bureau of Labour Statistics, a produtividade do trabalho, nos EUA, em média:

  • De 1947 a 1983 cresceu 2,8%.
  • De 2000 a 2007 cresceu 2,6%.
  • De 2007 a 2014 cresceu 1,3%.

Nota-se, ao longo do tempo, que a produtividade vem decrescendo.

A produtividade é o determinante mais importante para o crescimento de longo prazo e padrões de vida crescentes. Esse decréscimo de produtividade que vem acontecendo ao longo dos anos, se for mantido afetará diretamente o crescimento e o padrão de vida.

Por que dessa queda na produtividade?

Essa queda de produtividade ao longo dos anos, é, em grande parte, causada pelos baixos níveis de PTF (Produtividade Total dos Fatores).

Segundo o Bureau of Labour Statistics, o PTF dos EUA entre 2007 e 2014 foi de míseros 0,5%, o que corresponde a uma queda bastante relevante se for comparada com o crescimento anual de 1,4% do período entre 1995 e 2007.

Conclusão

Assim sendo, finalizo com uma reflexão: como será possível conciliar os dados que indicam o declínio da produtividade com as expectativas de maior produtividade que tendem a ser associadas com a evolução exponencial da tecnologia da inovação?

Etiquetas
Veja mais

Vitor Merola

Engenheiro de produção, Green Belt Lean Six Sigma, com experiência na Indústria realizando atividades de Engenharia de Métodos e Produtividade. Possuo grande apreço por três grandes áreas da Engenharia: Engenharia da qualidade, Engenharia de processos e Engenharia de Métodos e Produtividade.

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo
Fechar