Mercado de Trabalho

Mulheres Engenheiras

Mercado de trabalho, desafios de igualdade e engenheiras de sucesso

Cada vez mais se fala a respeito das diferenças existentes no mercado de trabalho entre homens e mulheres…

Mulher com planos apontando Foto gratuitaAs mulheres são maioria da população no Brasil. Vivem mais tempo, têm mais educação formal e ocupam 44% das vagas de emprego registradas no país. No entanto, o número de mulheres desempregadas é 29% maior que o de homens. E quando falamos das posições de liderança, embora a porcentagem de mulheres CEOs no Brasil tenha crescido de 5% em 2015 para 16% em 2017, elas ainda representam apenas 2,8% dos cargos mais altos.

Entre 2013 e 2017, as buscas no Google por “desigualdade de gênero no mercado de trabalho” cresceram 451% e por “mulher ganha menos” aumentaram 298%. Isso sugere que apesar do caminho em direção à equidade de gênero ainda ser longo, elas estão cada dia mais interessadas pelo assunto e conscientes dessa urgência.

Mulheres são mais educadas formalmente e mais qualificadas para as vagas de emprego. Elas representam 55,1% das universitárias e 53,5% do total de alunos de pós-graduação, de acordo com o IBGE.11 Apesar disso, uma pesquisa da HP mostra que elas só se candidatam para uma vaga se forem capazes de preencher todos os pré-requisitos. Já os homens mandam o currículo com apenas 60% das habilidades exigidas.”  (Susana Ayarza, Março de 2018)

  • E na área de Engenharia?

“A edição de março de 2013 do Jornal Engenheiro divulgou que, de acordo com o Censo 2011 do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), as mulheres representam quase 30% do total de matrículas em cursos de Engenharia.

Na Faculdade de Engenharia Mauá, as mulheres correspondem a 32% do número de matrículas, contra 68% dos homens. A demanda maior de mulheres é para as áreas de química e de alimentos. Depois vêm civil e mecânica. A procura menor é para as áreas de elétrica e automação.

E o que muita gente não percebe é que a Engenharia não é puramente braçal, mas também é um ato de pensar, de engenhar, criar solução para um problema. “As mulheres são melhores alunas e estão mais preparadas para engenhar. A resistência das empresas é cultural. É o preconceito que não permite que o público feminino cresça nesse mercado”, comenta Cássia Silveira de Assis, professora doutora e coordenadora do curso de Engenharia Civil da Faculdade de Engenharia Mauá.” (Juliana Falcão)

“Em 2017, apenas 28,1% dos registros no CONFEA (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia) foram feitos por engenheiras – um número ainda pequeno, mas crescente.” (

Embora ainda com menor proporção em relação aos homens na engenharia, as mulheres vem cada vez mais mostrando que capacidade e profissionalismo são características de pessoas, independente do sexo. E para exemplificar isso, seguem grandes mulheres que contribuíram para a presença feminina em avanços na engenharia:

Primeira Engenheira Elétrica do MIT

clarke - Mulheres Engenheiras Edith Clarke (1883-1959)

Recebeu uma patente para sua “calculadora gráfica”, usado para resolver problemas da linha de transmissão de energia elétrica. Foi a primeira mulher a se apresentar no Instituto Americano de Engenheiros Elétricos.e a ensinar no departamento de engenharia da Universidade do Texas.

Primeira Engenheira Negra do Brasil

Enedina Alves Marques Capa - Mulheres EngenheirasEnedina Alves Marques (1913 – 1981)

Em 1945, Enedina recebe o diploma em Engenharia Civil, tornando-se a primeira mulher engenheira do Paraná e primeira engenheira negra do Brasil. Trabalhou no desenvolvimento do Plano Hidrelétrico do Paraná e no aproveitamento das águas dos rios CapivariCachoeira e Iguaçu, com destaque para o projeto e construção da Usina Capivari-Cachoeira. Embora vaidosa, Enedina usava macacão nas obras da usina e carregava uma arma na cintura, disparando tiros para o alto para se fazer respeitar entre os homens da construção.

Atriz e Contribuidora da Engenharia

Hedy Lamarr

Hedy Lamarr (1914 – 2000)

Além de todas as suas realizações na indústria do cinema, Hedy inventou um sistema de comunicações de controle remoto para os militares dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial.  A Teoria de Lamarr serve essencialmente como base para a moderna tecnologia de comunicação que temos hoje, tais como Bluetooth e conexões de rede Wi-Fi.

Pesquisadora da área de Polímeros

Stephanie Kwolek

Stephanie Kwolek (1923 – 2014)

Kwolek inventou o Kevlar, uma fibra ultra-forte e extremamente leve, polímero líquido cristalino que é cinco vezes mais forte que o aço, extremamente leve, e amplamente utilizado hoje em dia em coletes à prova de balas e roupas esportivas, mas também em pneus para resistir a perfurações.

  • Engenheiras de Produção no Brasil

“Ao longo dos últimos anos as engenheiras que atuam nas áreas de produção, qualidade e segurança (características típicas da área de engenharia de produção) passaram a ocupar a segunda posição no ranking de profissões. Em 2003 as vagas nessa área eram ocupadas apenas em 9,84% por mulheres, já em 2007 a participação subiu para 15,46%.” (Out, 2009)

Neste ano a Associação Brasileira de Engenharia de Produção – Abepro Jovem, possui 22 estados brasileiros com representantes e 5 regiões de diretoria, sendo 16 mulheres atuantes para fazer o curso a crescer no Brasil!

A imagem pode conter: 13 pessoas, pessoas sorrindo

Mesmo com as dificuldades as mulheres só estão começando a mostrar seu potencial.

E aí Engenheira? Quais sonhos você quer alcançar?

 

 

Fontes:

http://abeprojovem.abepro.org.br/

http://www.abepro.org.br/biblioteca/enegep2009_TN_STO_100_669_14473.pdf

5 mulheres que fizeram a diferença na engenharia

http://www.mulheresnaengenharia.com/2015/09/a-pobre-negra-enedina-marques-pioneira.html

http://www.mulheresnaengenharia.com/2017/03/Edith-Clarke.html

Mulheres na engenharia: Enedina Marques, a primeira engenheira negra do Brasil
Veja mais

Mônica Morais

Graduanda do 5º ano de Engenharia de Produção na UFU, apaixonada por viagens, livros e empreendedorismo. Acredita que com planejamento, força de vontade e trabalho focado toda ideia pode se transformar em um excelente negócio.

Comentários no Facebook

Close