Dicas e Curiosidades

O que podemos aprender com Jogos de Gestão de Tempo e Atividades?

Não é recente a paixão universal por jogos virtuais, que conquista espaço entre os mais jovens até os mais maduros, proporcionando bastante investimento na indústria de Games.

Resultado de imagem para industria de games

Os jogos mobiles são fáceis de serem baixados em qualquer smartphone e em grande parte gratuita, por isso  podem ter um significado bastante crítico, principalmente quando observamos conceitos aprendidos na vida profissional sendo inseridos de maneira lúdica para a sociedade.

Mas o que nós, integrantes da conjuntura da Engenharia de Produção, conseguimos abstrair, e até mesmo aprender com esses jogos de realidade virtual?

Diversos jogos de simulação de negócios, criação de objetos e entre outros podem ser encontrados na Play Store ou App Store, bem como baixados em qualquer computador.

Neste texto, focamos sobretudo nos jogos de simulação de negócios comerciais, como o Cooking Fever, Farmaville, Good Pizza, Great Pizza, etc… Esses jogos, são de fácil acesso e gratuitos, sendo que através do uso, podemos aprender bastante com a dinâmica do jogo em si.

Good Pizza, Great Pizza

No jogo Good Pizza, Great Pizza, desenvolvido pela TapBlaze, experimentamos ser dono do próprio negócio, que é uma pizzaria recém-chegada em um local onde possui um certo mercado pra o produto e que um gigante no setor domina toda a demanda do lugar.

O jogo possui a sua autêntica história, o que lembra o RPG, e o usuário interage conversando com o cliente, produzindo seu próprio produto, tendo acesso aos custos de todo o estabelecimento, podendo exprimir sua função humanitária fazendo até mesmo doações, entre outros.

Resultado de imagem para good pizza great pizza

Através desse jogo podemos ver aplicações claras de conceitos, como por exemplo:

  • Princípios de Taylorismo, na divisão das atividades a serem realizadas por vez;
  • A comunicação necessita ser eficaz com o cliente para que o produto seja realizado de acordo com a expectativa do cliente, uma vez que uma má comunicação pode gerar prejuízos em cadeia e perca de tempo, além da desmotivação. No jogo alguns clientes não se expressam de forma clara o que requer que o usuário pergunta por uma melhor explicação do pedido.
  • Proatividade no adiantamento de tarefas que não são realizadas automaticamente, ou aproveitamento do tempo, uma vez que se o pedido demora o cliente pode reclamar ou pedir o dinheiro de volta, não dar gorjeta, etc…
  • Planejamento do que será utilizado ou o que será perdido;
  • Princípios de controle de custos, uma vez que neste jogo ao final do dia pode-se ter acesso individualmente daquilo que foi gasto por material, dando a chance de o usuário redefinir ou pensar na economia no dia posterior;
  • Aprender de maneira lúdica a investir e aprender a gastar dinheiro virtual com máquinas, objetos que tragam retorno em benefícios a médio prazo, facilitando a vida do trabalhador (usuário) e o cliente.
  • Organização do Layout de trabalho.

Como podemos perceber são inúmeras lições que podemos aprender nos divertindo em horas vagas.

Como a Engenharia de Produção é a ciência que planeja, projeta e gerencia sistemas organizacionais que envolvem recursos humanos, materiais, tecnológicos, financeiros e ambientais, profissionais do setor possuem uma visão apurada destes ambientes, seja em uma indústria, média empresa ou afins.

Experimentar jogos assim, é antes de tudo uma lição, mesmo de maneira simplória, mas que podemos absorver conhecimentos bastante úteis, brincando!

Tags
Veja mais

Klara Medeiros

Estudante de Engenharia, amante de produtividade, gestão organizacional e empreendedorismo. Adora conhecer negócios inovadores, além de ser apaixonada pela transformação digital no mundo empresarial. Gostou do texto? Interaja comigo nas redes sociais!

Comentários no Facebook

Close