Engenharia de Produção

Os 8 passos para a Solução de qualquer Problema

Muitos não entendem a importância das aulas de cálculo e física na faculdade. Sem entrar na discussão sobre se temos matérias demais ou de menos, é importante entender o que elas realmente querem nos ensinar: entender, dividir e solucionar um problema. O passo a passo lá do cálculo I é, essencialmente, o que você precisa aplicar na sua vida ou na organização onde você trabalha.

solucionar problemas 300x141 - Os 8 passos para a Solução de qualquer Problema
http://www.jrmcoaching.com.br/blog/voce-nasceu-para-solucionar-problemas/

É nossa missão como Engenheiros de Produção não nos deixar levar pelo desespero ou desânimo quando batemos de frente com um problema. Felizmente, para minimizar os riscos da tomada de decisão influenciada pelo emocional e, até mesmo, agilizar o processo, um passo a passo já existe e precisamos apenas segui-lo com criatividade, atenção e paciência. 

O método que a gente vai aprender nesse post consiste em 8 passos:

1) Identificação do problema

Eu, particularmente, acho esse passo O MAIS IMPORTANTE de todos por um motivo simples: se você identificar o problema errado, vai fazer tudo baseado nesse erro! Imagina a perda de tempo e recursos quando identificamos o problema errado. Para minimizar esse risco, tente ter uma visão mais holística. Por exemplo, se você tem um negócio online no qual os clientes precisam se cadastrar, mas você ainda não atingiu sua meta de cadastros, ao invés de dizer que “os ads do Facebook não estão funcionando” ou “nossos embaixadores não estão trabalhando direito”, diga “não estamos conseguindo cadastros”. A etapa de identificar o porquê disso vem depois! Se você atropelar as coisas, pode não enxergar onde está o verdadeiro problema.

2) Observação

Nessa etapa, tente ser como um detetive que busca pistas no local do crime. No exemplo que eu dei anteriormente sobre os cadastros, seria o equivalente a coletar o histórico de cadastros, anotar todos os meios de comunicação pelos quais são divulgados seu negócio, considerar a própria página de cadastro ou qualquer outra página onde os clientes poderiam se cadastrar e por aí vai. Sem julgamentos, apenas anote e junte todas as informações ligadas ao problema determinado.

3) Análise

Agora sim, você e sua equipe podem levantar as hipóteses do porquê do problema uma vez que tenham todas as possíveis causas mapeadas. As hipóteses levantadas precisam ser confirmadas através de dados ou Customer Development se necessário. Somente quando encontrada a hipótese que realmente se provou ser a causa do problema fundamental, podemos partir para a próxima etapa.

4) Plano de ação

Esse passo também é muito importante para garantir que a solução será implementada da forma mais rápida possível e com menos utilização de recursos. Nessa etapa, geralmente, se faz um brainstorming das possíveis soluções e, ao escolher, montamos um roteiro do que temos que fazer, com pessoa responsável e data estipulada. Não esqueça de abusar da criatividade nessa etapa! Busque soluções fora da caixa.

5) Ação

Aqui não tem muito mistério, não. Só seguir o plano e, se muito necessário, adaptar o plano caso entre alguma informação que antes era desconhecida.

6) Verificação

Uma vez com o plano executado, chegou a hora de testar se a solução foi efetiva. Lembrando sempre que algumas soluções precisam de tempo para mostrar resultados. Outro fator importante na verificação é sempre ter parâmetros numéricos bem definidos para que, se comparados com os parâmetros anteriores, possam dizer se houve melhora ou não.

7) Padronização

Se for comprovada a efetividade da solução escolhida, podemos padronizar o processo ou o produto se a padronização se aplicar ao caso.

8) Conclusão

Nesse passo, precisamos revisar o trabalho feito e voltar às hipóteses deixadas de lado e estudá-las brevemente porque, talvez, alguma delas seja importante ser levada em consideração mesmo que a médio prazo. Também sempre é importante anotar os aprendizados do processo e compartilhar com toda a equipe.

Esse foi um resuminho bem enxuto e suficiente para você aplicar na resolução de qualquer problema! Só talvez não funcione tanto para os amorosos. De qualquer forma, se você ainda quiser ler mais sobre o método problema-solução, você encontra um capítulo inteiro sobre isso no livro “Estudo de Movimentos e Tempos” por Ralph Barnes, um livro absolutamente clássico para a Engenharia de Produção. No mais, espero ter ajudado. E aí, partiu solucionar os problemas do mundo? 

Etiquetas
Veja mais

Bruna Hamori

Bruna Hamori, 22 anos, é estudante de engenharia de produção. Trabalhou dois anos e meio na startup de tecnologia e educação Responde Aí, da qual saiu para se dedicar à área ambiental. Morou nos Estados Unidos e na Argentina, onde se dedicou a entender a relação da engenharia com o desenvolvimento social. Criou, recentemente, um blog no qual pretende compartilhar suas tentativas de causar impacto positivo no mundo.

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo
Fechar