EmpreendedorismoTecnologia e Inovação

Startup: Vale a pena trabalhar em uma?

Relatos de uma estudante que trabalhou em uma startup por dois anos e meio

Família Responde Aí

Em primeiro lugar, acho legal a gente começar definindo o que é uma Startup. Basicamente, startup é qualquer empresa nova que está fazendo algo novo e em ambiente de muita incerteza. Por exemplo, se eu abro uma nova filial do McDonald’s perto da minha casa, eu não tenho uma startup porque o modelo de negócio dessa rede de fast food já foi provado ser lucrativo e bem visto pelos clientes em questão. Mas, se eu crio algo completamente novo, para o qual não há evidência de que os clientes pagariam por aquilo, eu tenho uma startup. A incerteza e a constante necessidade de feedback para se adequar ao mercado fazem as startups serem extremamente dinâmicas em seus funcionamentos.

O Responde Aíwww.respondeai.com.br – é uma startup que se dedica a mudar o ensino para os estudantes de engenharia. Eu comecei a trabalhar lá quando ainda estava no meu segundo semestre da faculdade. Mesmo sem muito conhecimento técnico, eles confiaram em mim e me receberam da melhor forma possível. Foram os dois anos e meio mais intensos que pude ter.

É bem verdade que você vai trabalhar muito, que vai levar trabalho para casa todo dia, que você vai trabalhar por 3 meses em um projeto só para descobrir que os clientes não viram tanto valor assim, destruir tudo, começar do zero várias vezes. É verdade que você não vai ser a pessoa mais rica do mundo – por enquanto – ou ter mordomias que a Google poderia te dar, por exemplo. Mas trabalhar em startup é para poucos.

É para os que querem fazer coisas grandes, querem mudar o mundo, não ligam muito para sorvete de graça no escritório se puderem ir trabalhar vestindo a blusa do pijama. É para os que tem a coragem de se desapegar do ego, de nomes legais de cargo já que eles muitas vezes nem existem; para os que entram e saem do escritório a hora que querem, mas estão 24 horas por dia trabalhando. É para os que dão tanto de si, que ninguém precisa vigiar seu trabalho. Startup é para os que querem uma segunda família.

Talvez esse seja o texto com mais cara de crônica que você já deve ter lido sobre startups, mas se você leu até aqui, provavelmente quer entender o que é, quer criar uma ou quer trabalhar em uma. Seja qual for o seu caso, não penso em maneira melhor de passar esse conhecimento. As startups estão moldando o mundo e mudando as relações de trabalho; vale a pena deixar a sua contribuição.

Etiquetas
Veja mais

Bruna Hamori

Bruna Hamori, 22 anos, é estudante de engenharia de produção. Trabalhou dois anos e meio na startup de tecnologia e educação Responde Aí, da qual saiu para se dedicar à área ambiental. Morou nos Estados Unidos e na Argentina, onde se dedicou a entender a relação da engenharia com o desenvolvimento social. Criou, recentemente, um blog no qual pretende compartilhar suas tentativas de causar impacto positivo no mundo.

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo
Fechar